Ressonância magnética da coluna cervical: anatomia

Esta galeria de fotos apresenta as estruturas anatômicas encontradas na coluna cervical MRI (Vista T2 axial e sagital).

Vista Axial - Vista Sagittal

Imagem 1. Ressonância magnética da coluna cervical, Corte axial em imagem ponderada em T2. 1, Veia jugular e artéria carótida. 2, Raiz nervosa. 3, Lâmina. 4, Medula espinhal. 5, Forame neural. 6, Placa vertebral terminal inferior, C2.
axial-cervical.0001_fs
  • Imagem 1. Ressonância magnética da coluna cervical, Corte axial em imagem ponderada em T2. 1, Veia jugular e artéria carótida. 2, Raiz nervosa. 3, Lâmina. 4, Medula espinhal. 5, Forame neural. 6, Placa vertebral terminal inferior, C2.
  • Imagem 2. Ressonância magnética da coluna cervical, Corte axial em imagem ponderada em T2. 1, Processo uncinado (C3). 2, Lâmina (C2). 3, Processo espinhoso (C2). 4, Medula espinhal. 5, Líquido cefalorraquidiano. 6, Espaço do disco intervertebral (C2-C3).
  • Imagem 3. Ressonância magnética da coluna cervical, Corte axial em imagem ponderada em T2. 1, Corpo vertebral, C3. 2, Líquido cefalorraquidiano. 3, Processo espinhoso (C2). 4, Lâmina. 5, Forame neural.
  • Imagem 4. Ressonância magnética da coluna cervical, Corte axial em imagem ponderada em T2. 1, Forame transverso (C3). 2, Pedículo (C3). 3, Medula espinhal. 4, Líquido cefalorraquidiano. 5, Corpo vertebral (C3).
  • Imagem 5. Ressonância magnética da coluna cervical, Corte axial em imagem ponderada em T2. 1, Processo transversal (C3). 2, Lâmina (C3). 3, Medula espinhal. 4, Pedículo. 5, Forame transverso (C3).
  • Imagem 6. Ressonância magnética da coluna cervical, Corte axial em imagem ponderada em T2. 1, Lâmina (C3). 2, Medula espinhal. 3, Processo transversal (C3). 4, Artéria vertebral.
  • Imagem 7. Ressonância magnética da coluna cervical, Corte axial em imagem ponderada em T2. 1, Forame neural. 2, Posterior Raiz nervosa. 3, Processo espinhoso (C3). 4, Lâmina. 5, Medula espinhal. 6, Corpo vertebral (C3).
  • Imagem 8. Ressonância magnética da coluna cervical, Corte sagittal em imagem ponderada em T2. 1, Atlantooccipital joint. 2, Occipital condyle. 3, Artéria vertebral. 4, Massa lateral,C1. 5, Processo articular inferior of C2. 6, Processo articular superior of C3. 7, Processo articular inferior of C3. 8, Processo articular superior of C6. 9, Processo articular inferior of C6.
  • Imagem 9. Ressonância magnética da coluna cervical, Corte sagittal em imagem ponderada em T2. 1, Occipital condyle. 2, Massa lateral, C1. 3, Atlanto-axial joint. 4, Forame neural. 5, Processo articular inferior, C2. 6, Processo articular inferior C3. 7, Processo articular inferior of C5. 8, Processo articular superior of C6. 9, Junção da faceta. 10, Forame neural.
  • Imagem 10. Ressonância magnética da coluna cervical, Corte sagittal em imagem ponderada em T2. 1, Massa lateral, C1. 2, Arco posterior, C1. 3, Junction Processo transversal/Corpo vertebral, C2 (axis). 4, Lâmina (C4). 5, Lâmina (C5). 6, Corpo vertebral, C7.
  • Imagem 11. Ressonância magnética da coluna cervical, Corte sagittal em imagem ponderada em T2. 1, Massa lateral, C1. 2, Arco posterior, C1. 3, Vertebral foramen with Líquido cefalorraquidiano. 4, Processo espinhoso, l'axis.
  • Imagem 12. Ressonância magnética da coluna cervical, Corte sagittal em imagem ponderada em T2. 1, Vertebral foramen - Líquido cefalorraquidiano. 2, Arco posterior, C1. 3, Corpo vertebral, C2. 4, Processo espinhoso, C2. 5, Espaço do disco intervertebral. 6, Medula espinhal.
  • Imagem 13. Ressonância magnética da coluna cervical, Corte sagittal em imagem ponderada em T2. 1, Arco anterior of C1. 2, Medula espinhal. 3, Arco posterior, C1. 4, Ondotoid process, (C2). 5, Processo espinhoso, C2. 6, Cartilagem epiglote. 7, Espaço do disco intervertebral.
  • Imagem 14 de 14. Ressonância magnética da coluna cervical, Corte sagittal em imagem ponderada em T2. 1, Arco anterior of l'Atlas (C1). 2, Ondotoid process de l'axis (C2). 3, Medula espinhal. 4, Arco posterior, C1. 5, Cartilagem epiglote. 6, Espaço do disco intervertebral. 7, Processo espinhoso, C7.